vegan diet

Nos dias de hoje muitas pessoas optam pela dieta vegana por razões de saúde e éticas mas a exclusão de produtos animais da alimentação pode gerar deficiências nutritivas. Um estudo recente levado a cabo na Dinamarca e publicado no European Journal of Clinical Nutrition investigou se a dieta vegana pode levar à perda óssea.

A dieta vegana é cada vez mais popular não só por razões de saúde mas também por questões éticas. A dieta vegana exclui todos os produtos animais, incluindo o mel e laticínios. Algumas pessoas acreditam que a alimentação à base de vegetais é mais saudável e de fácil digestão, enquanto que outras seguem este tipo de dieta devido à sua oposição contra a exploração de animais para a indústria alimentar, em especial na agricultura. Existem, no entanto, inúmeras preocupações acerca da falta de nutrientes na dieta vegana, tais como o cálcio, a vitamina D, a vitamina B12 e a proteína, todos facilmente encontrados em produtos animais. Estes nutrientes são vitais para a saúde óssea e alguns estudos têm vindo a mostrar que a dieta vegana está ligada ao aumento de fraturas ósseas.

Hansen e os seus colegas decidiram investigar se a dieta vegana está relacionada com um aumento do risco de fratura óssea a nível molecular. Num estudo publicado no European Journal of Clinical Nutrition, foi seguido um grupo de 78 veganos e 77 omnívoros na Dinamarca. Foi medida a altura, o peso e a gordura corporal, foram registados os alimentos e suplementos ingeridos, e medidos os níveis de várias hormonas e outros compostos do metabolismo e remodelação óssea.

Alterações do metabolismo e remodelação óssea

Apesar dos participantes veganos terem ingerido suplementos de vitamina D e cálcio, estes apresentaram níveis baixos de cálcio. Para além disso, apesar de tomarem suplementos alimentares, os veganos apresentaram níveis baixos de vitamina D, o que sugere que os suplementos não compensaram a falta desta vitamina na dieta alimentar. Todos os marcadores de remodelação óssea apresentaram níveis mais elevados no grupo vegano que no grupo omnívoro, independentemente das alterações a nível do estilo de vida e ingestão de cálcio e vitamina D.

Os investigadores sugerem que a exclusão de produtos animais causa alterações graves a nível do metabolismo e remodelação óssea, podendo causar o aumento de fraturas e doenças crónicas como a osteoporose. Estes resultados vêm a confirmar estudos anteriores que colocavam os veganos num risco elevado de fraturas. Apesar da ingestão de suplementos alimentares, os veganos podem não absorver a vitamina D que ingerem, o que pode levar à absorção reduzida de cálcio e baixa saúde óssea. Uma vez que os nutrientes vegetais estão muitas vezes menos acessíveis ao corpo humano, os veganos podem necessitar de maior suplementação. No entanto, existem outros fatores e interações que influenciam todo o processo.

 

Escrito por C.I. Villamil
Traduzido por Ângela Carvalho

Referências: Hansen et al. 2017. Bone turnover, calcium homeostasis, and vitamin D status in Danish vegans. European J of Clinical Nutrition.

Facebook Comments