prevent migraines

A melatonina é um medicamento natural cujos efeitos secundários podem ajudar na prevenção de enxaquecas. Um estudo recente compara a eficácia e segurança da melatonina à medicação preventiva comummente receitada, a amitriptilina.

Enxaquecas são uma condição comum caracterizada por cefaleias recorrentes de nível moderado a severo, disfunção do sistema nervoso autónomo (vómitos) e em alguns pacientes sintomas neurológicos (perturbações visuais). Medicamentos para prevenir enxaquecas incluem bloqueadores beta e outras medicações para a pressão arterial, antidepressivos tricíclicos, antagonistas da serotonina, ácido valpróico, topiramato e gabapentina. Apesar da grande variedade de medicamentos que podem ser usados para a prevenção de enxaquecas, apenas 3 a 5% dos pacientes recebem terapia preventiva. A razão mais comum para não tomar esta medicação são os seus efeitos secundários.

Como os pacientes de enxaquecas têm que tomar a medicação preventiva diariamente a fim de evitar enxaquecas, os efeitos secundários dos medicamentos são um fator muito importante a ter em consideração. São necessárias opções efetivas e toleráveis.

Investigadores do departamento de neurologia do Hospital Israelita Albert Einstein em São Paulo, Brasil, decidiram comparar um medicamento natural, a melatonina, à medicação geralmente prescrita, a amitriptilina. A medicação foi atribuída aos pacientes de forma aleatória: melatonina, amitriptilina e placebo, e os grupos foram seguidos durante 12 semanas. O principal objetivo foi o número de enxaquecas por mês. Em segundo lugar, os investigadores estudaram a redução da severidade das enxaquecas, a duração destas, o número de analgésicos ingeridos, e a percentagem de pacientes com uma redução de mais de 50% de dias com enxaquecas.

Os resultados deste estudo foram salientados num relatório acerca de cefaleias pela Canadian Pharmacists Association (Associação dos Farmacêuticos do Canadá). A eficácia da melatonina (3 mg) e da amitriptilina (25 mg) foram igualmente superiores ao placebo na redução do número de enxaquecas por mês. Uma medida eficaz na terapia preventiva de enxaquecas é a redução de pelo menos 50% na frequência destas. A melatonina mostrou-se mais eficaz que a amitriptilina. São necessários mais estudos para confirmar estes resultados, assim como o estudo de diferentes dosagens (5 mg, 10 mg) e fórmulas (dissolução rápida, vaporizador).

Os participantes não mostraram quaisquer efeitos secundários graves durante as 12 semanas do estudo. O efeito secundário mais comum para os grupos de melatonina e amitriptilina foi sonolência. Estas medicações são normalmente ingeridas à hora de deitar, no entanto, sonolência matinal foi um efeito secundário comum. Esta foi também verificada com maior frequência no grupo de amitriptilina. Como os pacientes de enxaquecas devem recorrer a terapia preventiva de longa duração, são necessários mais estudos para confirmar a segurança e eficácia dos tratamentos de longa duração, pelo menos 1 ano.

A melatonina é um medicamento natural e seguro na prevenção de enxaquecas. Este está disponível sem prescrição médica, é económico e tem o potencial de melhorar a qualidade de vida daqueles que sofrem de enxaquecas.

Escrito por Jessica Caporuscio, PharmD
Traduzido por Ângela Carvalho, PgC

Referências: Worthington, I. Headache. Canadian Pharmacists Association RXTX. 2017.
(2) Referência Secundária: Gonçalves AL, Martini Ferreira A, Ribeiro RT et al. Randomised clinical trial comparing melatonin 3 mg, amitriptyline 25 mg and placebo for migraine prevention. J Neurol Neurosurg Psychiatry. 2016.

Facebook Comments